sexta-feira, 19 de agosto de 2011

FERREIRA DA FONSECA - Uma Família Pioneira

Por Mauro Luiz Senra Fernandes



Brasão da Família Ferreira


Brasão da Família Fonseca



Fazenda Barra do Peixe - Além Paraíba MG - construida pelo Comendador Simplício José Ferreira da Fonseca

A família Ferreira da Fonseca é base de muitas famílias da Zona da Mata, é originada de Portugal, mais precisamente das Ilhas da Madeira e Açores e se mistura com tantas famílias pioneiras de Minas Gerais.
Vieram para o Brasil ainda durante o período da febre do ouro, no século dezoito, e se estabeleceram na região aurífera, na Comarca do Rio das Mortes, perto de São João Del Rey e Barbacena – no lugar denominado Lagoa Dourada.
O primeiro Ferreira da Fonseca que se tem registro é João Ferreira da Fonseca, batizado em 02 de setembro de 1691 na Igreja de Santa Bárbara, no lugar das Noves Ribeiras, na Ilha Terceira de Portugal, Bispado de Angra. Era filho de João Ferreira Bellerique e Catharina Dias da Fonseca, casou-se com Maria da Conceição, batizada em 11 de agosto de 1715 em Angra, na Ilha Terceira, era filha de Antônio Coelho Valadão e Margarida de São João, descendentes de João Coelho, moço fidalgo da Casa do Rei Dom João III e dos primeiros povoadores da Ilha Terceira, onde fez parte da primeira Câmara organizada por Jacome de Bruges.
Dois ramos desta família passaram à Ilha Terceira, pouco depois desta ilha ter sido descoberta, a saber: João Coelho, a quem o donatário Jacome Burges fez doação de várias terras, e designadamente das de Porto Judeu, desde o Vale até ao Varadouro dos Barcos, e Luis Afonso Coelho, próximo parente de João Coelho.
João Coelho casou-se em Guimarães com Catarina Rodrigues da Costa, que passou também à Ilha Terceira pelos anos de 1456, já depois de seu marido se ter instalado no Porto Judeu. Deste casamento nasceu Baltazar Coelho, que se casou duas vezes, a primeira com Anna Cabeceiras e a segunda com Violame Valadão e formou-se a família Coelho Valadão.
Maria da Conceição casou-se em primeiro matrimônio com João Ferreira da Fonseca e, em segundo matrimônio com José Pereira Cardoso, natural de São Mateus, Ilha do Pico, Bispado de Angra e era filho de João Homem da Costa e Iria Rosa. José Pereira Cardoso faleceu em Barbacena no dia 29 de janeiro de 1763.
João Ferreira da Fonseca era irmão dos Padres Francisco Ferreira da Fonseca e José Vieira da Fonseca, ambos ordenados canonicamente no Bispado de Angra.
Do primeiro matrimônio com João Ferreira da Fonseca, tiveram os seguintes filhos:
João Ferreira da Fonseca, natural de Itaveraba, Província de Minas Gerais, casado em 01 de outubro de 1759 com Anna Jacintha da Conceição, batizada em 12 de dezembro de 1746;
Anna Josepha do Sacramento, falecida em 1766, casada no dia 05 de maio de 1760 com José da Cunha Barbosa, natural de Santo Antônio do Paubú, Comarca de Jacobina - Arcebispado da Bahia - era filho de José Barbosa da Cunha e Josepha Maria de Sá, naturais da Freguesia de Itapicuru, Arcebispado da Bahia e pais do Padre Francisco Barbosa da Cunha, batizado em 06 de agosto de 1766, na cidade de Tiradentes.
Do segundo casamento com José Pereira Cardoso, tiveram os seguintes filhos:
Josepha Maria de Jesus, casada com João Rodrigues Pinheiro, natural do Bispado de Coimbra e era filho de João Rodrigues Pinheiro e Joana Rayo;
Eugênia Maria de Jesus, casada com Antônio Garcia Fontoura, filho de Lourenço Garcia Fontoura e Isabel Ribeiro de Lima;
José Pereira Cardoso;
Rosa Maria de Jesus;
Maria da Conceição;
Antônia Maria de Jesus;
Isabel Maria de Jesus.

CAPITÃO JOÃO FERREIRA DA FONSECA

O Capitão João Ferreira da Fonseca, natural da Freguesia de Santo Antônio de Itaveraba, estabelecendo em Prados, Província de Minas Gerais, onde era proprietário da Fazenda Olhos D’Água. Casou-se na Capela de Brumado em 01 de outubro de 1759, com Anna Jacintha da Conceição, balizada em 12 de dezembro de 1746, na Capela de Nossa Senhora das Brotas, filial da Matriz de Congonhas do Campo, filha do português Francisco Borges do Rego, natural da Ilha de Fayal, e de sua segunda esposa, Luiza Ignácia da Conceição, natural de Congonhas do Campo.
Anna Jacintha da Conceição era irmã do Padre Francisco Borges do Rego, em 1831, já viúva, comparece no censo de Olhos D’Água, filial da Matriz de Prados, com oitenta e cinco anos declarados e vivendo em companhia de sua filha Bernardina.
O Capitão João Ferreira da Fonseca e sua esposa Anna Jacintha da Conceição tiveram os seguintes filhos:

Furriel Francisco Ferreira da Fonseca, morador de São Domingos do Araxá, casou-se em primeiro matrimônio com Anna Bernardes – filha de Pedro Costa, proprietário da Fazenda Ribeirão de Santo Antônio da Aplicação de Santa Rita, na Freguesia de São João Del Rey, do Termo de São José – Comarca do Rio das Mortes e, filha de Bernarda Josepha, natural da Ilha de Santa Maria – Bispado de Angra. Casou-se em segundo matrimônio em dia 26 de janeiro de 1803, com Maria Alves Rabello, filha de José Alves Carrijo e Anna Maria Alves Rabello.
Filhos do primeiro matrimônio:
•• José Ferreira da Fonseca, natural de São Domingos do Araxá, casado com Maria Thereza Rodrigues Chaves, filha do Tenente Coronel Manuel Rodrigues Chaves e Thereza Maria de Jesus Xavier;
•• Francisco Ferreira da Fonseca, natural de São Domingos do Araxa, nasceu em 1797 e casou-se em 23 de fevereiro de 1818, em São Domingos do Araxa, com Feliciana Maria – filha de João Vicente de Carvalho;
•• Felisberto Ferreira da Fonseca, natural de São Domingos do Araxá, nasceu em 1799;
•• Cândido Ferreira da Fonseca, natural de São Domingos do Araxá, nasceu em 1802 e casou-se com Maria Antônia de Moura, filha de Justino Martins e Luiza Maria;

Eduardo Ferreira da Fonseca, casou-se em 01 junho de 1807, com Antônia Ritta de Jesus, filha de Francisco José Ferreira de Souza e Antônia Ritta de Jesus Xavier e sobrinha do Alferes Joaquim da Silva Xavier, o Tiradentes, ilustre mártir das liberdades Pátria e de Minas Gerais. Após o falecimento de Eduardo Ferreira da Fonseca, Antônia Ritta de Jesus, casou-se com Manoel Rodrigues Chaves;

Bernardina da Conceição, solteira;

Padre Gonçalo Ferreira da Fonseca, natural de Prados, batizado em 9 de março de 1782, na Capela de Nossa Senhora da Lapa dos Olhos D’Água, filial da Matriz dos Prados.
Foi Padre Capelão de Olhos D’Água, Município de Prados - em 1818, herdou a Fazenda Olhos D’Água, onde em 1842, se refugiou, após o fracasso da Revolução Liberal desta data, o Cônego José Antônio Marinho.
Nesta mesma Fazenda, o Cônego Gonçalo Ferreira da Fonseca, escreveu a “História do Movimento Político, que no ano de 1842, teve lugar na Província de Minas Gerais”;

Felisberto Ferreira da Fonseca, natural de Prados e faleceu em Mar de Espanha no ano de 1856. Casou-se em Barbacena no dia 12 de junho de 1804 com Joanna Maria da Conceição, natural da Freguesia de Nossa Senhora da Piedade de Barbacena, filha de Francisco Ribeiro Nunes, morador na Mata do Quilombo, Barbacena, e Joana Maria da Conceição – pertencente à família Ferreira Armond e tiveram os seguintes filhos:
•• Mariana Euquéria da Conceição, casada com Manoel da Costa Ribeiro;
•• Maria Romana da Conceição, casada com Leandro José de Almeida;
•• João Ferreira da Fonseca, casado com Ritta de Cássia;
•• Euphrasia Joaquina da Conceição, casada com José Francisco de Mendonça Pires;
•• Maria Thereza de Jesus, casada com Anselmo José Machado;
•• Anna Jacintha da Conceição, casada Fortunato Rodrigues Campos;
•• Maria do Carmo de Jesus, casada com Onofre Rodrigues Campos;
•• Antônio Ferreira da Fonseca, casado com Vicência da Conceição;
•• Joaquina Clara de Jesus, casada com Pedro de Alcântara José da Rocha;
•• Luiza Maria de Jesus, casada com Hilário Rodrigues Pereira; e
•• Francisco Ferreira da Fonseca, casado com Carlotta Marcília de Jesus; e

Coronel João Ferreira da Fonseca, nasceu em Prados por volta de 1767 e falecido em 1819, casou-se em Barbacena com Josepha Maria de Assumpção, natural da Freguesia de Nossa Senhora da Piedade de Barbacena, nascida em 1777 e falecida em 1865, está sepultada no Cemitério da Irmandade do Santíssimo da Cidade de Além Paraíba, MG, filha de Francisco Ribeiro Nunes e Joana Maria da Conceição – pertencente a família Ferreira Armond, moradores na Mata do Quilombo, Barbacena e tiveram os seguintes filhos:

•• Capitão José Ferreira Nunes, afilhado de seus tios Joaquim José Santana e Maria Emerenciana de Jesus – avós do Comendador Mariano Procópio Ferreira Lage. Casou-se com Francisca Cândida de Assis Lage, filha do Coronel Francisco da Costa Lage, Sertanista das Minas Gerais, que tomou parte na bandeira de João Francisco Andrade, de 1781, que descobriu ouro em Itabira. O Coronel Francisco da Costa Lage foi casado com Senhorinha Maria Clara de Andrade;

Baronesa de Juiz de Fora
•• Capitão Cândido Ferreira da Fonseca, nascido em 1804, faleceu em 10 de agosto de 1855 no Distrito de Santana do Deserto, Município de Juiz de Fora. Foi proprietário da Fazenda Santana e um dos organizadores da Empresa União Indústria, casou-se muito cedo com sua prima Camilla Francisca Ferreira de Assis – Baronesa de Juiz de Fora - nascida em 7 de novembro de 1818, em Santana do Deserto e era filha do Coronel Marcelino José Ferreira Armond – Primeiro Barão de Pitangui e Possidônia Eleonora da Silva.

Cândido Augusto Ferreira da Fonseca - filho do Capitão Cândido e da Baronesa de Juiz de Fora

•• João Ferreira da Fonseca, nascido em 1806;

•• Thomaz Ferreira da Fonseca, nasceu em 7 de março de 1807, foi fazendeiro na Freguesia do Patrocínio, em São Paulo do Muriaé, faleceu em 18 de outubro de 1871 e foi casado com Afra Maria Campos;

Lino Martins do Couto, filho de Maria Victória e Antônio Martins do Couto

•• Maria Victória de Jesus, nascida em 1808, na Fazenda Olho D’Água, em Barbacena, em 27 de julho de 1818 recebeu uma sesmaria no sertão do Rio Paraíba, entre as serras da Conceição e Feia, faleceu em 23 de junho de 1876, na Fazenda da Conceição em Santo Antônio do Aventureiro (Alto da Conceição), foi casada com Antonio Martins do Couto, que nasceu em 1793, foi vereador substituto na Câmara de Barbacena em 1822 e em 9 de outubro de 1817, recebeu uma sesmaria no sertão do Rio Paraíba, no Ribeirão da Conceição onde deságua no Rio Paraíba e formou a Fazenda da Conceição (Alto da Conceição) - faleceu em 1897, em São José de Além Paraíba;

Francisco Martins do Couto - filho de Maria Victória e Antônio Martins do Couto

•• Major Dâmaso Ferreira da Fonseca, faleceu em 14 de julho de 1865 em sua propriedade - na Fazenda da Cachoeira, distrito de Santana do Deserto, Termo da cidade de Paraibuna, casado com a prima Constança Umbelina da Silva, filha de seu tio Manoel Ribeiro Nunes – irmão de sua mãe - e Carlotta Theotônia da Silva;

•• Comendador Simplício José Ferreira da Fonseca, nascido em 1813, na Fazenda Olho D’Água, em Barbacena, aos seis anos de idade ficou órfão de pai, trabalhou como tropeiro e transferiu-se para São José de Além Paraíba – onde construiu a Fazenda da Barra do Peixe. Em 1851, casou-se em primeiro matrimônio com sua sobrinha, Maria Leopoldina Campos Fonseca, que nasceu em 1834 e faleceu em 1865, filha de seu irmão Thomaz Ferreira da Fonseca e Afra Maria Campos. Após o falecimento de sua primeira esposa, casa-se com outra sobrinha, Cândida Carolina Alves Garcia, que nasceu em 1851e faleceu em 1889, filha de sua irmã Bernardina Carolina de Jesus e Manoel Alves Garcia. Em 1880, casou-se pela terceira vez, com Sophia Sobral Almeida Magalhães, e faleceu em sua Fazenda Barra do Peixe em 1894;


Simplício José Ferreira da Fonseca Filho - "Simplícinho"

•• Marcellino Ferreira da Fonseca, nascido em 1817, foi casado com a prima Carolina Josephina Ribeiro da Silva, filha de seu tio Capitão Manoel Ribeiro Nunes e Carlotta Theotônia da Silva e neta materna de José Ferreira Armond e Constância Maria da Silva – inventário aberto em Mar de Espanha em 14 de outubro de 1853;

•• Bernardina Carolina de Jesus, nascida em 1818, casou-se em 1830 com Manoel Alves Garcia, primeiro proprietário da Fazenda Boa Vista – sesmaria próxima a Fazenda da Barra do Peixe – em Santo Antônio do Aventureiro, Minas Gerais; e

•• Joanna Maria de Campos, nascida em 1819, foi casada com o Alferes Manoel Netto Ribeiro, moradores no Distrito do Curral Novo, Termo da Cidade de Barbacena – Comarca do Rio Paraibuna e entre seus filhos: Marcelino José Ribeiro.


Fazenda da Reforma - que pertenceu a Maria Victória do Couto Sálvio,filha de Rodolpho Martins do Couto e neta de Maria Victòria de Jesus e Antônio Martins do Couto

Dr. Camilo Maria Ferreira da Fonseca e sua esposa e prima Júlia Maria Ferreira Armond, filho do Cap. Cândido Ferreira da Fonseca

Sabina Cândida de Assis Fonseca e seu esposo José Luiz Rodrigues Horta, filha do Cap. Cândido Ferreira da Fonseca

Comendador Francisco Ferreira de Assis Fonseca, filho do Cap. Cândido Ferreira da Fonseca

Luiza Alves Senra, filha de Bernardina Carolina de Jesus e Manoel Alves Garcia

Cândida Carolina Alves Garcia, filha de Bernardina Carolina de Jesus e Manoel Alves Garcia - casada com o seu tio Comendador Simplício José Ferreira da Fonseca

Antonina Alves Banho da Fonseca, casada com o Major Simplício José Ferreira da Fonseca Filho - "Simplícinho"

Sabina Cândida de Assis Fonseca Horta, seu esposo Antônio Caetano Rodrigues Horta e filhos - Sabina era filha do Cap. Cândido Ferreira Fonseca e Camilla Francisca Ferreira de Assis - Baronesa de Juiz de Fora

8 comentários:

  1. Caro professor Mauro
    Li com muito interesse a genealogia postada no seu blog. Fiquei particularmente interessado porque temos um site da família Ferreira da Fonseca; ao que tudo indica somos descendentes das famílias citadas no seu documento. Se estiver interessado poderia acessar enfafefon.com.br ou familiafereirafonseca.com.br. Da leitura do histórico da família poderá resultar o encontro de descendentes dos Ferreira Fonseca da sua abordagem.
    Meu endereço fonseca.celio@gmail.com. Meu nome Célio Ferreira da Fonseca.
    Atenciosamente

    ResponderExcluir
  2. Prezado Porfessor Mauro.
    Muito interessante a sua página.
    Minha familia pode estar relacionada a tua familia. Minha bisavó Maria Victoria da Fonseca Horta residia em Dores da Vitória, que fica em Miraí. Ouvimos dizer que a cidade tem esse nome em sua homenagem. Ela foi casada com um engenheiro belga chamado Leonardo Antonio Horta. Sempre ouvimos falar que ela era parente de Tiradentes, o herói da Inconfidência. Adoro essas histórias de familia.
    Sou Heloisa Sierdsma e meu endereço eletrônico é chicatampa@hotmail.com

    ResponderExcluir
  3. E muito bom saber um pouco mais sobre a fazenda barra do peixe que e muito linda por sinal.

    ResponderExcluir
  4. É muito bom seu trabalho. Também pertenço à família Ferreira da Fonseca apesar de não assinar esse nome já que descendo deles pela linha materna. Minha tataravó, Ana Jacinta da Conceição, era filha do casal Felisberto Ferreira da Fonseca/Joana Maria da Conceição e já não usava esse nome. Ela foi casada com Fortunato Rodrigues Campos. Também estou fazendo nossa árvore genealógica e gostaria de algumas dicas, tais como saber para onde são mandados documentos seculares de igrejas. Seu trabalho alcançou centenas de anos!

    ResponderExcluir
  5. Seu trabalho é magnífico! Descendo de Ana Jacinta da Conceição, filha de Felisberto Ferreira da Fonseca. Não assino Ferreira da Fonseca apesar de descender de dois netos de Ana que eram primos e se casaram. Já comecei a fazer nossa árvore e com relação aos Fonsecas, seu site já contou a história toda!... Recebi muitas informações também de projetocompartilhar.com.org. Mas com relação a família de meu pai, fiquei bloqueada porque não passei de meu bisavô que segundo dizem, era de Cantagalo ou de algum lugar por perto. Apenas tenho seu nome e sei que era fazendeiro. Ficaria muito feliz se pudesse me orientar onde devo procurar documentos de igreja do século XIX vindos dessa região. Se estiver interessado, tenho a lista de toda prole de Fortunato e Ana. De qualquer forma, meus cumprimentos pelo belo trabalho. Um abraço

    ResponderExcluir
  6. Sou descendente do Thomaz Ferreira da Fonseca, pai de Reginaldo Ferreira da Fonseca.
    Tenho documentos que comprovam a citação acima.
    não consegui visualizar o email do adm do blog.
    o meu é vivaldealmada@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felisberto Ferreira Fonseca e Joana são meus trisavós.Estou mergulhada nessa história.Descobri coisas lindas de nossa história.
      Alegria neste mergulho.Obrigada por este site lindo.

      Excluir