sábado, 27 de agosto de 2011

ENTRELAÇAMENTOS DAS FAMÍLIAS FERREIRA ARMOND, PAIVA COIMBRA, RIBEIRO NUNES E OS FERREIRA DA FONSECA

Por Mauro Luiz Senra Fernandes



Maria José Santana – Baronesa de Santana, casou-se em 15 de abril de 1820 com Mariano José Ferreira Armond,



As famílias Ferreira Armond - Paiva Coimbra e Ribeiro Nunes se unem a família Ferreira da Fonseca, através dos casamentos de duas irmãs: Joanna Maria da Conceição, casada com Felisberto Ferreira da Fonseca e Josepha Maria de Assumpção, casada com o Coronel João Ferreira da Fonseca e ambas eram filhas de Francisco Ribeiro Nunes Joanna Maria da Conceição.
Francisco Ribeiro Nunes era natural da Freguesia de São Lourenço das Pias, Bispado do Porto, faleceu em Barbacena em 22 de junho de 1806, filho de Francisco Ribeiro e sua mulher Marianna Nunes, casou-se no em novembro de 1774, com Joanna Maria da Conceição, nascida em Barbacena, no dia 15 junho de 1755 - e era filha de Pedro Paiva Coimbra, natural de São Salvador de Mirando do Corvo e Anna Maria de Jesus.
Joanna Maria da Conceição era neta materna dos açorianos Francisco Ferreira Armond e Ângela Camelo, naturais da Ilha Terceira.
Francisco Ribeiro Nunes, era fazendeiro no Campo do Ribeirão de Ibertioga, de seu casamento com Joanna Maria da Conceição tiveram os seguintes filhos:

Maria Emerenciana de Jesus, natural da Freguesia de Nossa Senhora da Piedade de Barbacena, que aos 13 de agosto de 1799, casou-se com Joaquim José Santana na Freguesia de São João Del Rey, bispado de Mariana e faleceu na Fazenda Fortaleza de Santana, no Distrito de Nossa Senhora da Conceição no Rio Novo e teve uma filha deste casamento:
•• Maria José Santana – Baronesa de Santana, casou-se em 15 de abril de 1820 com Mariano José Ferreira Armond, falecido em 1844 e eram pais do Comendador Mariano Procópio Ferreira Lage, que era casado com Maria Amália Ferreira Lage e Maria José Ferreira Armond, casada com o seu primo Honório Augusto Ferreira Armond – Segundo Barão de Pitangui;

Josepha Maria de Assumpção, natural da Freguesia de Nossa Senhora da Piedade de Barbacena, nascida em 1777 e falecida em 1865, está sepultada no Cemitério da Irmandade do Santíssimo da cidade de Além Paraíba, MG, casou-se em Barbacena com o Coronel João Ferreira da Fonseca, que nasceu em Prados por volta de 1767 e falecido em 1819, era filho do Capitão João Ferreira da Fonseca e sua esposa Anna Jacintha da Conceição e tiveram os seguintes filhos:
•• Capitão José Ferreira Nunes, afilhado de seus tios Joaquim José Santana e Maria Emerenciana de Jesus – avós do Comendador Mariano Procópio Ferreira Lage. Casou-se com Francisca Cândida de Assis Lage, filha do Coronel Francisco da Costa Lage, Sertanista das Minas Gerais, que tomou parte na bandeira de João Francisco Andrade, de 1781, que descobriu ouro em Itabira. O Coronel Francisco da Costa Lage foi casado com Senhorinha Maria Clara de Andrade;
•• Capitão Cândido Ferreira da Fonseca, nascido em 1804, faleceu em 10 de agosto de 1855 no Distrito de Santana do Deserto, Município de Santo Antônio do Paraibuna – atual Juiz de Fora. A localidade de Santana do Deserto está situada Zona da mata do Estado de Minas Gerais, em um território montanhoso e com uma área de cento e noventa e quatro quilômetros quadrados.
Sua criação data de 4 de junho de 1858, quando a Capela de Santana do Deserto foi elevada a Distrito, fazendo parte da Comarca de Barbacena. Em 13 de agosto de 1889 o Distrito passou a fazer parte do Município de Juiz de Fora, situação que perdurou até 7 de setembro de 1923, quando passou a pertencer a Matias Barbosa. Finalmente, em 12 de dezembro de 1953, foi criado o Município de Santana do Deserto.
Os primórdios da povoação datam de 1852, tendo na pessoa de Cândido Ferreira da Fonseca o seu fundador, que desmembrou de sua fazenda, denominada Santana, a faixa de terra necessária para a construção da igreja que tem como padroeira Nossa Senhora de Santana.
Igualmente, sua esposa também fez doação à igreja de cinco alqueires de terras para seu patrimônio e do prédio para a escola pública.
Sendo proprietário da Fazenda Santana, foi um dos mais representantes da elite mercantil da Comarca do Rio das Mortes, realizou um importante casamento com sua prima Camilla Francisca Ferreira de Assis – Baronesa de Juiz de Fora - nascida em 7 de novembro de 1818, em Santana do Deserto e era filha do Coronel Marcelino José Ferreira Armond – Primeiro Barão de Pitangui e Possidônia Eleonora da Silva. Seu cunhado, Conde de Prados, além de político de expressão, era possuidor de vastas conexões mercantis na praça carioca.
Como grande fazendeiro e capitalista diversificava seus investimentos para além da atividade usuária e investia em ações da Cia. União Indústria e da Estrada de Ferro Dom Pedro II, além de manter constantes relações mercantis com o Rio de Janeiro através da venda de mantimentos, perceptível por sua tropa de mais de cinqüenta bestas de carga, além de outros animais de tiro. Desta forma, associava capitais originários da atividade mercantil e usuária para manter regularmente suas inversões em terras e escravos, com uma riqueza agrária que correspondia a 20,03% do total de seu monte, além de 166 cativos. Seus ativos abrangiam sessenta devedores, entre lavradores de alimento e fazendeiros de café;
•• João Ferreira da Fonseca, nascido em 1806;
•• Thomaz Ferreira da Fonseca, nasceu em 7 de março de 1807, foi fazendeiro na Freguesia do Patrocínio, em São Paulo do Muriaé, faleceu em 18 de outubro de 1871 e foi casado com Afra Maria Campos;
•• Maria Victória de Jesus, nascida em 1808, na Fazenda Olho D’Água, em Barbacena, em 27 de julho de 1818 recebeu uma sesmaria no sertão do Rio Paraíba, entre as serras da Conceição e Feia, faleceu em 23 de junho de 1876, na Fazenda da Conceição em Santo Antônio do Aventureiro (Alto da Conceição), foi casada com Antonio Martins do Couto, que nasceu em 1793, foi vereador substituto na Câmara de Barbacena em 1822 e em 9 de outubro de 1817, recebeu uma sesmaria no sertão do Rio Paraíba, no Ribeirão da Conceição onde deságua no Rio Paraíba e formou a Fazenda da Conceição (Alto da Conceição) - faleceu em 1897, em São José de Além Paraíba;
•• Major Dâmazo Ferreira da Fonseca, faleceu em 14 de julho de 1865 em sua propriedade - na Fazenda da Cachoeira, distrito de Santana do Deserto, Termo da cidade de Paraibuna, casado com a prima Constança Umbelina da Silva, filha de seu tio Manoel Ribeiro Nunes e Carlotta Theotônia da Silva;
•• Comendador Simplício José Ferreira da Fonseca, nascido em 1813, na Fazenda Olho D’Água, em Barbacena, aos seis anos de idade ficou órfão de pai, trabalhou como tropeiro e transferiu-se para São José de Além Paraíba – onde construiu a Fazenda da Barra do Peixe. Em 1851, casou-se em primeiro matrimônio com sua sobrinha, Maria Leopoldina Campos Fonseca, que nasceu em 1834 e faleceu em 1865, inventário aberto em Mar de Espanha em 13 de novembro de 1865, filha de seu irmão Thomaz Ferreira da Fonseca e Afra Maria Campos. Após o falecimento de sua primeira esposa, casa-se com outra sobrinha, Cândida Carolina Alves Garcia, que nasceu em 1851 e faleceu em 1889, filha de sua irmã Bernardina Carolina de Jesus e Manoel Alves Garcia. Em 1880, casou-se pela terceira vez, com Sophia Sobral Almeida Magalhães, e faleceu em sua Fazenda Barra do Peixe em 1894;
•• Marcellino Ferreira da Fonseca, nascido em 1817, foi casado com a prima Carolina Josephina Ribeiro da Silva, filha de seu tio Capitão Manoel Ribeiro Nunes e Carlotta Theotônia da Silva e neta materna de José Ferreira Armond e Constância Maria da Silva;
•• Bernardina Carolina de Jesus, nascida em 1818, casou-se em 1830 com Manoel Alves Garcia, primeiro proprietário da Fazenda Boa Vista – sesmaria próxima a fazenda da Barra do Peixe – em Santo Antônio do Aventureiro, Minas Gerais;
•• Joanna Maria de Campos, nascida em 1819, foi casada com o Alferes Manoel Netto Ribeiro, moradores no Distrito do Curral Novo, Termo da Cidade de Barbacena – Comarca do Rio Paraibuna e entre seus filhos: Marcelino José Ribeiro.
Josepha Maria de Assumpção era Irmã Terceira da Venerável Ordem da Senhora do Monte do Carmo, da Cidade de São João Del Rey e da Irmandade do Senhor Bom Jesus, da Cidade de Congonhas do Campo. Solicita em seu testamento que pague a quantia para importar a imagem de Nossa Senhora do Rosário, que mandou vir para a Igreja de Santo Antônio do Aventureiro e que pague, também, caso ela não pague em vida cem mil réis para as obras da sacristia e adro da referida Igreja de Santo Antônio do Aventureiro e cem mil réis para a Capela do Rosário, do Curral Novo;

Antônio José Ribeiro, natural da Freguesia de Nossa Senhora da Piedade de Barbacena, nascido em 1781e faleceu em Ibitipoca no dia 2 de março de 1817, recebeu sesmaria no Ribeirão de Jacotinga e foi casado com Porcina Euqueria de Jesus, filha do Alferes José Alves Garcia e Joaquina Antônia de São José e neta materna de José Rodrigues Braga, proprietário da Fazenda do Pinhal do Termo de Barbacena e de Bernardina Caetana do Sacramento.
Antonio José Ribeiro e Porcina Euqueria de Jesus tiveram os seguintes filhos:
•• Joaquina, nascida em 1808 e em 1824 já era falecida;
•• Mariana Lúcia Perpétua, nascida em 1810 e em 23 de outubro de 1826, casou-se com José Rodrigues Gomes, filho de José Rodrigues Gomes e Anna Francisca de Jesus;
•• José Antônio Alves, nascido em 1811 e em 4 de fevereiro de 1835 casou-se com Maria Romana, filha de Manoel José Rodrigues e Joaquina Lucia do Sacramento;
•• Manoel, nascido em 1812;

Joana Maria da Conceição, natural da Freguesia de Nossa Senhora da Piedade de Barbacena, aonde se casou no dia 12 de junho de 1804, com Felisberto Ferreira da Fonseca, natural de Prados e faleceu em Mar de Espanha no ano de 1856, filho do Capitão João Ferreira da Fonseca e sua esposa Anna Jacintha da Conceição e tiveram os filhos:
•• Mariana Euquéria da Conceição, casada com Manoel da Costa Ribeiro;
•• Maria Romana da Conceição, casada com Leandro José de Almeida;
•• João Ferreira da Fonseca, casado com Ritta de Cássia;
•• Euphrasia Joaquina da Conceição, casada com José Francisco de Mendonça Pires;
•• Maria Thereza de Jesus, casada com Anselmo José Machado;
•• Anna Jacintha da Conceição, casada Fortunato Rodrigues Campos;
•• Maria do Carmo de Jesus, casada com Onofre Rodrigues Campos;
•• Antônio Ferreira da Fonseca, casado com Vicência da Conceição;
•• Joaquina Clara de Jesus, casada com Pedro de Alcântara José da Rocha;
•• Luiza Maria de Jesus, casada com Hilário Rodrigues Pereira;
•• Francisco Ferreira da Fonseca, casado com Carlotta Marcília de Jesus.;

Anna Maria de Jesus, balizada em 17 de outubro de 1790 e faleceu solteira;

Capitão Manoel Ribeiro Nunes, natural da Freguesia de Nossa Senhora da Piedade de Barbacena, batizado em 30 de setembro de 1792, casou-se no dia 24 de setembro de 1801, com Carlotta Theotônia da Silva, filha de José Ferreira Armond e Constancia Raimunda da Silva, neta paterna de José Ferreira Armond e Anna Maria de Jesus e neta materna do Coronel Carlos José da Silva e Ignácia Rosa Angélica da Silva.
O Capitão Manoel Ribeiro Nunes, em 1831, era morador no Distrito do Curral Novo, foi proprietário da Fazenda do Quilombo, Fazenda Velha e a Fazenda da Cachoeira, Termo de Barbacena e pertencia a Irmandade de Nossa Senhora do Carmo. Em 7 de janeiro de 1841, tomou posse da Presidência da Câmara da Vila de Barbacena, onde participou da lendária Revolução de 1842.
De seu casamento com Carlotta Theotônia da Silva, tiveram os seguintes filhos:
•• José Ribeiro Nunes, possuía a Fazenda do Rio Quilombo, casado com Mariana Cândida de Assis Barbosa, filha de Augusto Moretson e Florisbella Francisca de Assis Barbosa e era irmã de Antônio Augusto Barbosa Lage, casado com Anna Carolina Barbosa Lage e do Doutor Antero José Lage Barbosa. Mariana faleceu em 22 de dezembro de 1880 e não deixou geração;
•• Constança Umbelina Ferreira, casada com o primo Major Dâmazo Ferreira da Fonseca, proprietário da Fazenda da Cachoeira no Distrito de Simão Pereira, filho do Coronel João Ferreira da Fonseca e Josepha Maria de Assumpção;
•• Antonio José Ribeiro Nunes, nascido em 1823;
•• Carolina Josephina Ribeiro da Silva, casada com o primo Marcellino Ferreira da Fonseca, filho do Coronel João Ferreira da Fonseca e Josepha Maria de Assumpção;
•• Ritta de Cássia Ribeiro da Silva, casada com o primo Francisco de Assis Pereira da Cunha, nascido por 1823 e faleceu em 23 de agosto de 1879, filho de Lourenço Pereira da Cunha e Mariana Antônia de Jesus e tiveram os seguintes filhos: José Ribeiro de Assis, nascido em 1851; Carlotta Victalina de Assis, nascida em 1852, em 17 de outubro de 1870 casou-se com José Antônio de Paiva; Mariana Augusta de Assis, nascida em 1853; e Crispim Crispiano de Assis, nascido em 1861;
•• Francisca Romana Ribeiro da Silva, casada com Carlos Nogueira da Silva e tiveram os seguintes filhos: Pedro Nogueira da Silva, Luiza, Manoel Nogueira da Silva, José Nogueira da Silva, João Nogueira da Silva e Theodoro Nogueira da Silva;
•• Maria e Luiza, faleceram na infância.

Justina Maria de Jesus, natural da Freguesia de Nossa Senhora da Piedade de Barbacena, batizada em 27 de dezembro de 1795, na Capela da Senhora do Rosário do Curral e em 23 de janeiro de 1811, casou-se com Manoel Netto Carneiro, batizado em Ibertioga, no dia 18 de janeiro de 1789, filho de Frutuoso Netto Carneiro e Maria Álvares.
“Certifico que revendo o Livro 5º dos casamentos desta matriz a folha 28 verso se acha um do teor seguinte: Aos vinte e três de Janeiro de mil oitocentos e onze anos depois de feitas as denunciações na forma do Concilio Tridentino e Constituições do Bispado, em se descobrir impedimento//f.133v algum e sem Provisão de Muito Reverendo Senhor Vigário da Vara da comarca na Capela da Senhora do Rosário do Curral, filial desta matriz de Barbacena, o Padre Francisco Pereira da Cunha de licença minha assistiu ao sacramento do matrimônio dos contraentes Manoel Netto Carneiro filho legítimo de Frutuoso Netto Carneiro e de Maria Álvares, e Justina Maria de Jesus, filha legitima de Francisco Ribeiro Nunes, e de Joanna Maria ambos naturais, e batizados nesta freguesia, e lhes deu as benções nupciais na forma do Ritual Romano de que foram testemunhas Manoel Antônio dos Santos e Antônio Jose Ribeiro de que mandei fazer este assento. E não se continha mais, e no dito assento que bem e fielmente copiei do seu original aqui me reporto. Barbacena-07-maio-1817.”

3 comentários:

  1. Prezado Mauro,me chamo Djalma Nogueira de Almeida, sou neto de Theodoro Nogueira da Silva que viveu em Bias Fortes, anteriormente conhecido como Quilombo, posteriormente União, próximo a Barbacena, Lima Duarte, Juiz de Fora. Gostaria de obter maiores informações sobre os descendentes de Francisca Romana Ribeiro da Silva e Carlos Nogueira da Silva.Para contato: djalmaelfrida@gmail.com
    Muito grato

    ResponderExcluir
  2. No índice de Sesmarias do livro avulso da APM-1900/Pág:418-de Antônio Carvalho Brandão,conta o nome do Comendador Mariano José Ferreira Armond,como possuidor de sesmaria na região do Campo das vertentes,no ano de 1794.

    ResponderExcluir
  3. Sou Stela,tataraneta de Luiza Maria de Jesus e Hilário Rodrigues Pereira queria muito entrar em contato com a família e saber mais de nossa história.
    Tenho muitos docs.Sou apaixonada por história.

    ResponderExcluir